A NASA está concluindo um eficiente teste químico que poderá revelar se existe ou existiu vida em outros planetas

Método para detectar vida

Uma nova ferramenta pode impulsionar a investigação de vida fora da Terra. O Laboratório de Propulsão a Jato da NASA está desenvolvendo um teste químico, que pode revelar através do solo, se existe ou existiu vida em outros planetas. A técnica utilizada é chamada de eletroforese capilar, é um processo que separa moléculas por tamanho e carga elétrica. É geralmente usada em ciência forense para separar amostras de DNA de elementos contaminantes.

Funciona assim: Uma sonda robótica coleta uma amostra do solo. O solo é então misturado com um reagente. Depois um poderoso laser através da eletricidade, consegue separar e identificar as moléculas. O objetivo é descobrir se há a presença de aminoácidos. Se o resultado apresentar tipos de aminoácidos que estão presentes na vida orgânica, será a prova de que pelo menos um dia houve vida no planeta.

O experimento foi testado no lago Mono da Califórnia, que tem um nível alto de salinidade. E foi identificado com sucesso 17 tipos de aminoácidos. A NASA pretende utilizar este novo método em futuras expedições a Marte com o envio de Rovers robôs.