Astronauta Russo Revela bacteria encontrada no espaço

Bacteria viva encontrada no espaço

O cosmonauta russo Anton Shkaplerov, revelou para uma agência de notícias russa, que uma bactéria viva foi encontrada do lado de fora da Estação Espacial Internacional, a ISS. Esta bactéria já foi trazida para a Terra e atualmente está em estudos.

O Cosmonauta russo Shkaplerov Anton, encontrou uma bacteria viva no espaço

Em uma de suas últimas caminhadas espaciais, dois cosmonautas passaram cotonetes na fuselagem do lado de fora do módulo russo na Estação Espacial.

Ao analisar posteriormente os cotonetes, a tripulação da ISS descobriu bactérias vivas.

Segundo Snkaplerov, ainda não foi identificado qual o tipo de bactéria e ele acredita na possibilidade de ser um organismo extraterrestre vindo do espaço.

O cosmonauta também revelou que a bactéria já foi trazida para a Terra e no momento está em estudos, e até onde se sabe, o organismo não apresenta risco para a humanidade.

“De alguma forma esses cotonetes revelaram bactérias que estavam ausentes durante o lançamento do módulo da ISS”.
“Isto é, elas vieram do espaço sideral e se acomodaram na superfície externa. Elas estão sendo estudadas e até agora não parecem oferecer nenhum perigo”, afirma Snkaplerov.

Embora as bactérias tenham sido encontradas do lado de fora, é praticamente 100% de chance de que a origem das bactérias seja mesmo o planeta Terra. Provavelmente pegaram carona em alguma coisa ou até mesmo no próprio corpo dos astronautas e foi levada até a ISS. E de alguma forma, sobreviveram no espaço.

Não é a primeira vez que algo do tipo acontece. Em 2014 outro cosmonauta russo havia descoberto alguns microrganismos na ISS. No final eram plânctons marinhos e outros microrganismos terrestres.

Encontrar organismos no espaço e depois descobrir que são daqui da Terra, pode parecer desanimador. Mas de fato estudar esses organismos é muito importante.

O primeiro ponto é identificar o organismo. Identificando o organismo poderemos ter uma pista de como ele conseguiu chegar a ISS. Isso pode ajudar a desenvolver novas técnicas de esterilização para futuras missões.

E outro ponto e ainda mais importante: Descobrir como essas bactérias conseguiram sobreviver.

Estudar como alguns pequenos organismos conseguem sobreviver no espaço é essencial para entendermos como a vida se adapta a condições extremas. Alguns cientistas cogitam a possibilidade da vida ter chegado a Terra de carona em asteroides nos primórdios do planeta. Entender como a vida se comporta no espaço pode indicar se isso é possível ou não.

No final, descobertas como essas, pode nos direcionar melhor, para um dia quem sabe, encontrarmos o primeiro organismo extraterrestre.