Astrônomos se preparam para “ver” o primeiro Buraco Negro

Astrônomos farão a primeira foto de um buraco negro
créditos: ALMA (ESONAOJNRAO), W. Garnier (ALMA) - httpwww.eso.orgpublicimagespotw1135a, CC BY 3.0, httpscommons.wikimedia.orgwindex.phpcurid=16285071

No ano que vem, astrônomos dos maiores observatórios do planeta tentarão uma façanha incrível, fotografar pela primeira vez um buraco negro.

Porém não será nada fácil, para conseguir tal feito, será realizada uma estrutura de trabalho digna de filmes de Hollywood. Em duas noites do mês de abril de 2017, oito observatórios espalhados por todo o planeta irão tentar fazer uma observação simultânea.

O projeto chamado de Event Horizon Telescope, envolverá alguns dos principais telescópios do mundo, incluindo o Conjunto de telescópios do ALMA no Chile, Telescópios de rádio freqüência na Europa, América do Norte, América do Sul e Antártica.

De forma precisamente coordenada todos os telescópios serão apontados para “Sagitário A”, o buraco negro supermassivo que se encontra no centro de nossa galáxia.

A existência de buraco negros é amplamente reconhecida pela comunidade científica, mas a observação direta de um buraco negro nunca foi realizada. Muito pelo fato desses objetos não emitirem luz, A densidade de buracos negros é tão grande que nem mesmo a luz escapa.

Para obter uma primeira visualização de um buraco negro, a estratégia será a seguinte: Com os 8 observatórios trabalhando simultaneamente os astrônomos farão uso de uma técnica chamada de “Interferometria”, o resultado será o mesmo que um gigantesco telescópio. O objetivo é detectar o brilho do anel do horizonte de eventos em volta do buraco negro.

Não há garantias que a que o projeto dará certo logo na primeira tentativa. Mas certamente a realização de um trabalho coordenado com vários telescópios espalhados pelo planeta já será um grande feito.