O Universo possui um Anti-universo espelho do outro lado

O Universo e o Anti-universo

A teoria mais aceita até o momento para o surgimento do universo é a teoria do Big Bang. De acordo com essa teoria, o espaço-tempo, massa e energia surgiram de um pequeno ponto que explodiu, se expandiu e depois esfriou dando origem a formação de partículas subatômicas, átomos, estrelas e planetas.

Do Big-Bang a expansão

Uma forma de demonstrar a expansão do Big Bang é através de uma ilustração em forma de cone como essa acima, onde no ponto menor temos a explosão e no decorrer da expansão vemos o esfriamento da energia e o surgimento da matéria.

Agora imagine que no momento da explosão, a expansão tivesse ocorrido em duas direções opostas.

O Universo e o Anti-Universo em direções opostas no tempo.

Em uma direção, temos o nosso universo, contendo energia, matéria e tudo que conhecemos.

Mas do lado oposto, temos um outro universo contrário ao nosso. Não feito de matéria, mas sim de antimatéria. E esse universo também teria uma característica muito estranha; O tempo lá segue de traz para frente em relação ao nosso!

Seria algo então que poderíamos chamar de um anti-universo. Um universo espelho ao nosso.

Estranho né?

Pois é justamente isso que propõe um grupo de físicos canadenses. Segundo eles, o nosso universo possui um anti-universo feito de antimatéria e que corre de trás para frente no tempo.

O princípio para este estudo está no conceito de Universo Simétrico CPT. Nesse princípio partículas de matéria e antimatéria são imagens espelhadas uma das outras.

Sendo assim, surge uma questão: Se partículas de matéria e antimatéria são espelhos uma das outras, porque no nosso universo tem muito mais matéria do que antimatéria? Onde estaria então a antimatéria que espelha nossas partículas?

De acordo com esta teoria, a antimatéria estaria do outro lado, correndo em sentido contrário no tempo. Os dois universos estão conectados, mas em dimensões temporais contrárias.

No entanto os pesquisadores argumentam que no conjunto, o universo e o anti-universo não são imagens espelhadas um do outro. Apenas seguem em direções diferentes.

O anti-universo não é uma versão contrária do nosso universo ao pé da letra. É muito improvável que exista um outro de você lá do outro lado.

O que ocorre, é que simplesmente a explosão expande para os dois lados, porém cada um seguindo o seu curso dentro de suas características invertidas.

É provável que neste anti-universo, também tenham se formado estrelas e planetas, só que feitos de antimatéria.

É até possível que a vida também tenha prosperado do outro lado. E o mais estranho é que para um ser do anti-universo, o tempo para ele estaria normal, embora do nosso ponto de vista estivesse ao contrário.

Doideira né? Pois é, os físicos reconhecem que muitos detalhes desta nova teoria ainda precisam ser discutidos e com certeza haverá muitos cientistas contrários à ideia.

Seja como for este assunto, rende!