Objeto Estranho se Aproxima da Terra – Será Alienígena?

1991VG - Orbita
1991VG - Orbita

Hoje vamos falar sobre um misterioso objeto que está se aproximando da Terra. E que está fazendo muita gente coçar a cabeça. E sabe porque? Porque este objeto tem um comportamento muito estranho para ser um simples asteroide.

O estranho objeto em questão é o 1991VG. Foi descoberto pelo astrônomo americano James Scotti em 1991. Foi descoberto há um mês de fazer sua passagem pela Terra. Ele passou a 450.000 Km, cerca de aproximadamente 120.000 km a mais que a distância entre a lua e a Terra.

James Scotti - 1991VG
James Scotti – 1991VG

Trata-se de um objeto, de aproximadamente 10 metros de diâmetro, ou seja, se for um asteroide, seria considerado um asteroide pequeno. E foi isso que chamou a atenção, porque devido o seu tamanho, o 1991VG possui um comportamento muito estranho. A sua rotação é muito acelerada. E além disso apresenta uma taxa de brilho flutuante. Até então, naquela época nenhum outro asteroide deste tamanho apresentava comportamento semelhante.

Outro ponto que chamou a atenção é que a orbita é muito parecida com a da Terra. Asteroides pequenos com orbita parecida com a da Terra, em algum momento acabam caindo aqui, ou sua orbita pode ser deslocada pela influência do nosso planeta. Em outras palavras, asteroides muito próximos a planetas não sobrevivem muito tempo, também não permanecem na mesma orbita, e é muito improvável que passem duas vezes pelo mesmo lugar. E é justamente isso que o 1991VG vai fazer passando novamente pela Terra em 2017.

1991VG - Órbita
1991VG – Órbita

O MISTÉRIO

A coisa ficou ainda mais confusa quando James Scotti descobriu que o 1991VG já havia passado pela Terra antes. Ele já esteve por aqui em 1975, Ou seja, se é improvável um asteroide pequeno passar duas vezes no mesmo lugar, o 1991VG até onde sabemos vai fazer isso pela terceira vez.

Mas afinal, o que é o objeto 1991VG?

Ninguém sabe.

Uma das teorias mais prováveis é que trata-se de lixo espacial. Possivelmente a seção de algum foguete lançado ao espaço na época da corrida espacial.

A quem sugere que trata-se de um pedaço do foguete da missão Apollo 12. Mas Scotti retruca esta possibilidade. Segundo ele, as datas não batem, e também não é possível que seja dejeto de alguma outra missão (pelo menos americana), já que além dos cálculos não baterem, todo o material das missões foi recolhido ou eliminado.

No entanto acredita-se que possa ser um objeto de alguma missão secreta russa. Nas décadas de 50 e 60 os russos disputavam com os americanos a corrida espacial. E havia de ambos os lados, foguetes muito bons.

Segundo o astrônomo australiano Ducan Steel, sugeriu eu seu artigo, a possibilidade de que o 1991VG seja uma sonda alienígena.

Duncan Steel
Duncan Steel

O problema é que Ducan sugeriu esta possibilidade para provar posteriormente que não seria possível que fosse uma sonda extraterrestre. Mas aí já era tarde. Muita gente pegou apenas a parte do artigo que sugere ser uma sonda alienígena, e aí foi uma prato cheio para os teóricos da conspiração.

Sinceridade, eu acho meio improvável que seja uma sonda, Por que se for mesmo uma sonda, porque então não colocar na órbita da Terra? Do mesmo jeito que nós fazemos com  sondas na orbita de Marte, Jupiter e Saturno.

A DÚVIDA CONTINUA

Um dos mistérios que envolvem o 1991VG já foi resolvido. Na época em que foi descoberto não havia outros exemplos de asteroides pequenos com uma rotação muito acelerada. Porém de 1991 para cá, já foram descobertos diversos objetos pequenos com rotação extremamente rápida.

Mesmo assim o 1991VG continua sendo um mistério. Mas pelo menos este mistério não levará muito tempo para ser esclarecido. Mais ou menos no meio do ano de 2017, ele vai passar por aqui. E com melhores equipamentos de observação poderemos ter uma melhor noção do que pode ser o 1991VG.

• A maior probabilidade é que seja um asteroide.

• Se não for asteroide a grandes chances de ser mesmo Lixo espacial.

• Também existe a possiblidade de ser um pedaço da Lua, que teria sido ejetado devido um forte impacto.

• Se não for nenhuma dessas hipóteses pode ser algo novo, talvez algo natural que ainda não tenha sido descoberto.

• E por último. Sim, quem sabe pode ser um artefato alienígena.

A única coisa que podemos fazer é aguardar.